Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.inpa.gov.br/handle/1/12226
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorVenticinque, Eduardo Martins-
dc.contributor.authorTourinho, Ana Lúcia Miranda-
dc.date.accessioned2020-02-17T19:00:15Z-
dc.date.available2020-02-17T19:00:15Z-
dc.date.issued2007-12-13-
dc.identifier.urihttps://repositorio.inpa.gov.br/handle/1/12226-
dc.description.abstractOne of the major interests of researchers working with biodiversity in the Amazon basin has been focused on the process that has influenced the diversification of species in this region. However, the process seems to be complex and influenced by different factors that may change among different taxa. The Amazon basin has undergone a series of large modifications for at least 90 millions of years, before present. Geologic, historic and ecological factors have played an important role on the recent biodiversity pattern. Many theories have been proposed and they are all controversial in many opinions. In this study the variation on the harvestmen species composition, richness and abundance through geographic gradient of longitude and e landscape structural variation have been investigated. Landscape variables were measured by the percentage of flooded and dried forests, flooded area, and percentage of fields, upland forest, and the index of land heterogeneity. The patterns of distribution of harvestmen species were evaluated along the geographic gradient, and the distributions probabilities of 7 species in relation of climatic variables, temperature and precipitation, and altitude and hydro stress, the Negro river acting as barrier for species distribution on the floodplains of Solimões-Amazonas were also formally tested. The study area was the Solimões-Amazonas floodplains. Samplings were carried out in a longitudinal transect of 3200 km, from Tabatinga, Amazonas state, and Gurupá, Pará state, in Brazil. Four from eight plots of 150 m2 were fixed for capturing specimens (30 x 5 m), in each plot harvestmen were captured by beating and visual nocturnal search. The harvestmen community was split up in two different biogeographic zones separated by the Negro, which is a breaking zone for species similarity. The structural factors of landscape has influence on the distributional patterns in two different zones, however this variation is largely related with the longitudinal gradient. Longitude was the strongest factor affecting this pattern by indirect and direct effect on landscape variation and on the community. Maximum entropy predictive models corroborated the harvestmen patterns of distribution and suggest the distribution in two different regions for the tested species.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherInstituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPApt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectOpiliõespt-BR
dc.subjectBiogeografiapt-BR
dc.subjectEcologia de paisagempt-BR
dc.subjectVárzea do Solimões-Amazonaspt-BR
dc.subjectGradiente longitudinalpt-BR
dc.titlePadrões de distribuição e fatores condicionantes da riqueza e composição de opiliões na várzea do Rio Amazonas Brasil (arachnida: opiliones)pt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.contributor.co-advisorKury, Adriano Brilhante-
dc.identifier.author-latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4769648E3pt_BR
dc.publisher.programEcologiapt_BR
dc.description.resumoEntender que processos influenciaram a diversificação de espécies na Amazônia tem sido um dos grandes objetivos de muitos cientistas. Entretanto, este parece ser um processo complexo e seus principais fatores devem variar em diferentes grupos taxonômicos. A Amazônia sofreu uma série de intensas modificações ao longo de 90 milhões de anos, e fatores geológicos, históricos e ecológicos tiveram um importante papel na configuração atual de sua biodiversidade. Muitas teorias foram propostas e há controvérsias até o presente. Neste estudo procuramos investigar se as variações na composição, riqueza e abundância de espécies de opiliões podem ser influenciadas pelo gradiente de distância geográfica e pelos gradientes estruturais da paisagem, medidos pelas porcentagens de florestas alagadas e secas, de área alagada, de campos, terra-firme, e do índice de heterogeneidade do relevo. Avaliamos os padrões de distribuição das espécies de opiliões ao longo do gradiente geográfico, e as probabilidades de distribuição de 7 espécies em função de variáveis climáticas de temperatura e precipitação, da altitude e o stress hídrico. A presença do rio Negro como um limite de distribuição de espécies de opiliões também foi investigada. A área de estudo é a várzea do Solimões Amazonas, especificamente a calha da várzea. Os ambientes de várzea foram amostrados por meio de um transecto longitudinal de 3.200km, de Tabatinga, no estado do Amazonas até Gurupá, no Pará. Foram estabelecidas de quatro a oito parcelas de 150 m2 para a captura de opiliões (30 x 5 m), e a coleta foi feita usando batedores de vegetação e coleta manual noturna. A comunidade de opiliões da várzea do Solimões Amazonas foi separada em duas zonas biogeográficas marcadas pela entrada do rio Negro, que marca uma zona de ruptura na similaridade das espécies. Apesar dos fatores estruturais da paisagem terem exercido influências no padrão de distribuição em duas zonas, essa variação está fortemente relacionada com o gradiente geográfico, fator de maior influência sobre o padrão apresentado, por meio de efeitos diretos e indiretos sobre a estrutura da paisagem e sobre a comunidade. Os modelos preditivos de distribuição por máxima entropia corroboram o padrão de distribuição das espécies amostradas e sugerem também distribuições em duas zonas para as espécies testadas.pt_BR
Appears in Collections:Doutorado - ECO

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese_ Tourinho.pdf2,81 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons