Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.inpa.gov.br/handle/1/12275
Full metadata record
DC FieldValueLanguage
dc.contributor.advisorSanaiotti, Tânia Margarete-
dc.contributor.authorSilva, Francisca Helena Aguiar da-
dc.date.accessioned2020-02-17T19:00:26Z-
dc.date.available2020-02-17T19:00:26Z-
dc.date.issued2016-11-01-
dc.identifier.urihttps://repositorio.inpa.gov.br/handle/1/12275-
dc.description.abstractStudies of the effects of deforestation and forest fragmentation on species and ecological processes have provided important background to biodiversity conservation. The Harpy Eagle (Harpy harpyja), the most powerful bird of prey, with a long lifespan, and high nest-site fidelity, returns to a same nesting-tree for decades. Its long-term use of nest sites and use of surrounding resources means that the resistant of the species depends on its capacity to adjust to changing resources. This thesis describes aspects of Harpy Eagle ecology revealed by remote monitoring techniques, such as satellite images, individual movements recorded by satellite radio-transmitters and photos from camera trapping. In Chapter I, the dynamics of landscapes surrounding Harpy Eagle breeding sites were quantified at multi-scales from satellite images. Most nests located along the roads were surrounded by a heterogeneous matrix with anthropogenic uses, such as agriculture and pasture. In the region of the 'Deforestation Arc', the remaining habitat is functionally disconnected for dispersion of Harpy Eagles juveniles. However, the functional diversity of prey species consumed by Harpies indicated that deforestation may reduce the availability of food resources. Although protected areas have contributed to the maintenance of breeding sites of Harpy Eagles in the Atlantic Forest, the Amazon probably will be the last refuge of this species, with negative implications for a long-term viable Harpy Eagle population. These results indicate the priority areas for which management and conservation actions should be directed: Atlantic Forest, along the BR163 and BR230 highways, and eastern and southwestern Amazonia. In Chapter II, locations from satellite telemetry were used to quantify the home range of three Harpy Eagles in different situations of conservation threat in the Amazon, identifying behavioral modifications and displacement patterns in fragmented landscapes. In Chapter III, images from camera traps installed near Harpy Eagle nests in the Amazon and Cerrado forests reveal ecological intra- and interspecific interactions related to nest height, and predation risk while at the nest. In Chapter IV, the availability of prey species data sampled by standard methods (RAPELD method), allowed the comparison of resource availability and its use by Harpy Eagles in breeding sites near the Xingu River in the Brazilian Amazon.pt_BR
dc.language.isoporpt_BR
dc.publisherInstituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPApt_BR
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivs 3.0 Brazil*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/3.0/br/*
dc.subjectGavião-realpt_BR
dc.subjectFragmentos florestaispt_BR
dc.subjectHarpiapt_BR
dc.titleUso e seleção de recursos por Harpia em múltiplas escalas espaciais: persistência e vulnerabilidade.pt_BR
dc.typeTesept_BR
dc.contributor.co-advisorAlbernaz, Ana Luisa Kerti Mangabeira-
dc.identifier.author-latteshttp://lattes.cnpq.br/5323035672186762pt_BR
dc.publisher.programEcologiapt_BR
dc.description.resumoEstudos sobre os efeitos do desflorestamento e da fragmentação florestal sobre espécies e processos ecológicos têm fornecido subsídios importantes à conservação da biodiversidade. A harpia (Harpia harpyja) é uma ave de rapina predadora de vida longa, e fiel aos sítios de nidificação, utilizando a mesma árvore-ninho por décadas. A sua permanência em paisagens fragmentadas pode significar alta capacidade de persistência. Esta tese descreve aspectos da ecologia da harpia revelados por técnicas de monitoramento remoto, como imagens de satélite, movimentos individuais registrados por rádio transmissores via satélite e fotos coletas por armadilhas-fotográficas. No Capítulo I, a dinâmica da paisagem ao longo de 10 anos no entorno de ninhos localizados na Amazônia, Cerrado, Pantanal e Floresta Atlântica foi quantificada em multi-escala a partir de imagens de satélites. A maioria dos ninhos localizados ao longo das estradas possui entorno heterogêneo em diversos usos antropogênicos, como agricultura e pastos, e na região do arco do desflorestamento, o hábitat remanescente está desconectado funcionalmente para a dispersão de juvenis de harpia. A diversidade funcional das espécies de presas consumidas nos ninhos apresentou tendência de que o desflorestamento pode estar interferindo na disponibilidade de recursos. Ainda que as áreas protegidas tenham contribuído para a permanência de sítios reprodutivos da harpia na Floresta Atlântica, na Amazônia, estes também serão os últimos refúgios da espécie, com implicações negativas para a viabilidade populacional da harpia nestas regiões. Estes resultados indicam as regiões prioritárias para as quais ações de manejo e conservação da harpia e dos hábitats remanescentes devem ser direcionadas: Floresta Atlântica, região de influência da BR163 e BR230, leste e sudoeste da Amazônia. No Capítulo II, com radiotransmissores via satélite foi possível quantificar a área de uso de três harpias em diferentes situações de ameaça e conservação na Amazônia. No Capítulo III, por meio de imagens de armadilhas-fotográficas instaladas em nove ninhos de harpia na Amazônia e Cerrado, descrevemos interações interespecíficas relacionadas com a altura dos ninhos, e o risco de predação para outras espécies utilizando os ninhos desta grande águia. No Capítulo IV, a disponibilização de dados amostrados por métodos padronizados (método RAPELD) permitiu a comparação dos recursos disponíveis e utilizados pela harpia em uma região do rio Xingu, na Amazônia.pt_BR
Appears in Collections:Doutorado - ECO

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Tese-Francisca_Helena_Aguiar_Silva_2016_PGEcologia (2).pdf17,01 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons