Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.inpa.gov.br/handle/1/12993
Title: Socoró (Mouriri guianensis Aubl.): germinação, desenvolvimento da plântula e classificação das sementes para fins de armazenamento
Authors: Barbosa, Roneres Deniz
metadata.dc.contributor.advisor: Ferreira, Sidney Alberto do Nascimento
Keywords: Melastomataceae
Biometria
Socoró
Issue Date: 6-Mar-2020
Publisher: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA
metadata.dc.publisher.program: Agricultura no Trópico Úmido - ATU
Abstract: Mouriri guianensis is a fruit tree of the family Melastomataceae, which is founded naturally on the bakes of rivers and lakes. Its fruits with a sweet taste, are consumed in natura by human, and above all, by the aquatic fauna. Despite the potential use of this species, information about it is scarce. Thus, it was sought to elucidate some information related to fruit, seeds, germinate and beginning stages of seedling development. This work has been divided into two chapters. The first, intituled Fruit and seed characterization, emergence and development of the seedling of Mouriri guianensis, that presents the results of the characterization of fruits and seeds, of the emergency in function of matrixes and description and identification of the structures in the seedling development. It was found that the fruit is of the bacoideus type, indehiscent, of medium side and round shape. It presents from 1 or 2 seed per fruit. The seeds are brown, small and opaque, with a firm consistency, smooth and polished forehead. The seeds of the different matrixes exhibit significant differences in terms of emergency, with an average emergency time of 80 to 88 days. The germintion is of the bypogeal, cryptocotylar and unipolar type, starting on the 24th day upon sowing with the protrusion of the primary root, followed by the elongation of the epicotyl, appearance of the secondary roots, cataphylls and eophylls, with the seedling showing the second pair of eophylls expanded at 52 days after sowing. The second chapter, titled Classification of the socoró seeds (Mouriri guianensis Aubl.) as regards tolerance to desiccation and storage, aimed at classifying the seeds of Mouriri guianensis as regards tolerance to desiccation, aiming to indicate the most appropriate conditions for maintaining their viability. The Hong and Ellis protocol was adopted for this purpose, with adaptations. Seeds with different degrees of humidity (36.9; 22.3; 10,7; 5.3%), just as a degree of humidity of 5.3%, which after being stored for three months at -18 ºC, were submitted to the emergency test. The socoró seeds have an orthodox behavior, since they can withstand the desiccation until the degree of humidity of 5.3%; the storage, with this water content, for a period of three months, under the temperature of -18 ºC, maintain ed seed viability. Keywords: Melastomataceae, biometry, seedlings, desiccation, viability.
metadata.dc.description.resumo: Mouriri guianensis é uma árvore frutífera da família Melastomataceae, encontrada naturalmente às margens dos rios e lagos. Seus frutos, de sabor doce, são consumidos de forma in natura pelo homem e, sobretudo, pela fauna aquática. Apesar do potencial de uso dessa espécie, as informações acerca da mesma são escassas. Assim, buscou-se elucidar algumas informações relacionadas aos frutos, sementes, germinação e estádios iniciais de desenvolvimento da plântula. Para tanto, este trabalho foi dividido em dois capítulos. O primeiro, intitulado Caracterização de frutos e sementes, emergência e desenvolvimento da plântula de Mouriri guianensis, apresenta resultados da caracterização dos frutos e sementes, da emergência em função das matrizes, bem como a descrição e identificação das estruturas no desenvolvimento da plântula. Verificou-se que o fruto é do tipo bacóide, indeiscente, de tamanho médio e formato globoso. Apresenta de 1 a 2 sementes por fruto. As sementes são marrons, pequenas e opacas, de consistência firme, apresentando testa lisa e polida. As sementes das diferentes matrizes apresentam diferenças significativas quanto a emergência, com tempo médio de emergência de 80 a 88 dias. A germinação é do tipo hipógea, criptocotiledonar e unipolar, iniciando-se no vigésimo quarto dia após a semeadura, com a protrusão da raiz primária, seguida do alongamento do epicótilo, aparecimento das raízes secundárias, catafilos e eofilos, e o segundo par de eofilo expandido aos 52 dias após a semeadura. O segundo capítulo, intitulado Classificação das sementes de socoró (Mouriri guianensis Aubl.) quanto a tolerância ao dessecamento e ao armazenamento, teve como objetivo classificar as sementes de Mouriri guianensis quanto à tolerância à dessecação, visando a indicação de condições mais adequadas de conservação da viabilidade das mesmas. Para tanto, foi adotado o protocolo de Hong e Ellis, com adaptações. Sementes com diferentes graus de umidade (36,9; 22,3; 10,7; 5,3%), assim como o grau de umidade de 5,3%, depois de armazenadas por três meses a -18 ºC, foram submetidas ao teste de emergência. As sementes de socoró apresentam comportamento ortodoxo, uma vez que suportam a dessecação até o grau de umidade de 5,3%; o armazenamento, com este teor de água, pelo período de três meses, sob temperatura de -18 ºC, manteve a viabilidade das sementes. Palavras-chave: Melastomataceae, biometria, plântula, dessecamento, viabilidade.
URI: https://repositorio.inpa.gov.br/handle/1/12993
Appears in Collections:Mestrado - ATU

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
DISSERTAÇÃO RONERES DENIZ BARBOSA.pdf1,5 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons