Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.inpa.gov.br/handle/1/33601
Title: Eficiência de ninhos-isca na atração e na obtenção de enxames, por nidificação espontânea, de abelhas sem ferrão amazônicas
Other Titles: Efficiency of trap-nest in the attraction and obtaining of swarms, by spontaneous nesting, of Amazonian stingless bees
Authors: Cruz, Iris Andrade da
metadata.dc.contributor.advisor: Zilse, Gislene Almeida Carvalho
Keywords: Meliponini
Ninho-isca
Atratividade
Nidificação
Issue Date: 21-Jul-2020
metadata.dc.publisher.program: Entomologia
Abstract: Obtaining colonies and specimens of native bees in the wild, for any purpose, be it for scientific studies, conservation, formation or expansion of meliponaries, is permitted through the use of trap-nests. Due to this legal requirement to obtain colonies of stingless bees in the wild using trap-nests. And, also, given the immense difficulty in inventorying these nests natural in the Amazon region, due to the conventional entomological sampling methods and traps not being effective for attracting and capturing these insects. We proposed here to test the efficiency of trap-nests for attracting and obtaining swarms, by spontaneous nesting, of stingless amazon bees, in order to assess whether there is a preference for different attractants based on cerumen and geopropolis impregnated in trap-nests as well as volumes of trap-nests for attraction and spontaneous nesting. In addition to identifying which species of bees are attracted and which spontaneously nest in the trap-nests. Thus, three attractants (natural aromatic essences) made from alcoholic cerumen extract and geopropolis of Melipona seminigra (Attractant A1), from M. interrupta (A2) and a 1:1 mixture of extracts of both species (A3) were tested in addition a control without attractant (SA); and two volumes of containers (PET bottles with two and five liters). In parallel, a pilot test was carried out to test the attractiveness of natural aromatic essences by distributing 12 bait traps (with cotton soaked with the different attractants) at INPA Campus I for a period of 20 days. The three attractants were efficient mainly for stingless bees (Partamona vicina and Melipona seminigra) but also attracted males from Euglossini, with the A1 attraction being the most effective. The experiment with trap-nests was carried out in three areas, in Menino Deus and Valéria communities in Parintins-AM, which have a meliponary, and in the Ducke Reserve in Manaus-AM, without meliponary, in the period from December / 2018 to December / 2019. Were distributed 216 trap-nest, which attracted 58 visits from stingless bees, regardless of the absence or presence of any of the attractants, and 12 (5.6%) nests, of which nine (75%) preferred the 5L volume. The species attracted were M. interrupta Latreille, 1811, Cephalotrigona femorata (Smith, 1854), Tetragona clavipes (Fabricius, 1804), Trigona branneri Cockerell, 1912, Lestrimellita aff. spinosa Marchi and Melo, 2006, Ptilotrigona lurida (Smith, 1854) and those that nested were nine from M. interrupta, one from C. femorata, one from T. clavipes. The attractants with natural aromatic essences were efficient in attracting stingless bees. The absence of preference for attractiveness suggests that the availability of cavities is much more important than the odor for nesting. And the choice for the volume of five liters demonstrates the preference of bees for larger cavities, and dry seasons of the year are better for nesting. Therefore, bait nests were efficient both in attracting and in obtaining colonies of stingless Amazon bees by spontaneous nesting.
metadata.dc.description.resumo: A obtenção de colônias e espécimes de abelhas nativas na natureza, para qualquer finalidade, seja ela para estudos científicos, conservação, formação ou ampliação de meliponários, é permitida por meio da utilização de ninhos-isca. Devido à esta exigência legal para obtenção de colônias de abelhas sem ferrão na natureza utilizando ninhos-isca. E, ainda, dada à imensa dificuldade em inventariar ninhos naturais dessas abelhas na região amazônica, em virtude dos métodos e armadilhas convencionais de amostragem entomológica não serem efetivos para atração e captura destes insetos. Propusemos aqui testar a eficiência de ninhos-isca para atração e obtenção de enxames, por nidificação espontânea, de abelhas sem ferrão amazônicas, de maneira a avaliar se há preferência por diferentes atrativos a base de cerume e geoprópolis impregnados em ninhos-isca assim como de volumes dos ninhos-isca para atração e para nidificação espontânea. Além de identificar que espécies de abelhas são atraídas e quais nidificam espontaneamente nos ninhos-isca. Assim, foram testadas três atrativos (essências aromáticas naturais) feitos de extrato alcoólico de cerume e geoprópolis de Melipona seminigra (Atrativo A1), de M. interrupta (A2) e uma mistura 1:1 dos extratos de ambas as espécies (A3) além de um controle sem atrativo (SA); e dois volumes de recipientes (garrafas PET com dois e cinco litros). Paralelamente foi feito um ensaio piloto para testar a atratividade das essências aromáticas naturais distribuindo-se 12 armadilhas-isca (com algodão embebido com os diferentes atrativos) no Campus I do INPA por um período de 20 dias. Os três atrativos foram eficientes principalmente para abelhas sem ferrão (Partamona vicina e Melipona seminigra) mas também atraíram machos de Euglossini, sendo o atrativo A1 o mais efetivo. O experimento com os ninhos-isca foi realizado em três áreas, nas comunidades Menino Deus e Valéria em Parintins-AM, que possuem meliponário, e na Reserva Ducke em Manaus-AM, sem meliponário, no período de dezembro/2018 a dezembro/2019. Foram distribuídos 216 ninhos-isca que atraíram 58 visitas de abelhas sem ferrão, independente da ausência ou presença de qualquer um dos atrativos e, 12 (5,6%) nidificações das quais nove (75%) tiveram preferência pelo volume de 5L. As espécies atraídas foram M. interrupta Latreille, 1811, Cephalotrigona femorata (Smith, 1854), Tetragona clavipes (Fabricius, 1804), Trigona branneri Cockerell, 1912, Lestrimellita aff. spinosa Marchi e Melo, 2006, Ptilotrigona lurida (Smith, 1854) e as que nidificaram foram nove de M. interrupta, uma de C. femorata, uma de T. clavipes. Os atrativos com essências aromáticas naturais foram eficientes em atrair abelhas sem ferrão. A ausência de preferência de atrativo, sugere que a disponibilidade de cavidades é muito mais importante do que o odor para a nidificação. E a escolha pelo volume de cinco litros demonstra a preferência das abelhas por cavidades maiores, sendo que épocas secas do ano são melhores para nidificação. Portanto, os ninhos-isca foram eficientes tanto em atrair quanto em obter colônias de abelhas sem ferrão amazônicas por nidificação espontânea.
Appears in Collections:Mestrado - ENT

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertação final- IrisCruz 2020.pdf
  Until 2021-07-01
4,15 MBAdobe PDFView/Open Request a copy


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons