Please use this identifier to cite or link to this item: https://repositorio.inpa.gov.br/handle/1/5249
Title: Caracterização de três seringais manejados em terra firme, várzea e terra preta de índio no médio Amazonas
Authors: Araújo, Etelvino Rocha
metadata.dc.contributor.advisor: Falcão, Newton Paulo de Souza
metadata.dc.contributor.co-advisor: Alfaia, Sônia Sena
Keywords: Hevea
Látex
Seringueira
Populações tradicionais
Seringais
Issue Date: 14-May-2010
Publisher: Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia - INPA
metadata.dc.publisher.program: Agricultura no Trópico Úmido - ATU
Abstract: Seeking technical information to subsidize strategies to develop heveaculture in the Amazon state, a team of researchers of the National Institute of Amazon Research started in 2008 a descriptive research in rubber plantations in the Middle Amazon region, located in floodplain, in terra firme (TF) and indian black earth (TPI). In these areas we did: phytosociological characterization of the productive system; determination of the bark width; description of the tapping systems; characterization of the chemical fertility and soil granulometry; continued assessments of the river floods at the dry earth and floodplain areas; determination of pH; dry rubber content (DRC%), sucrose and inorganic phosphorus of latex; and quantification of the rubber production throughout the productive year. This research showed that the rubber trees studied are located in high plant density managed environments, characterized by the presence of water courses and integrated farming activities in the same area. These rubber trees are divided by the tappers in five different distinctions: purple bark, white bark, thick bark, yellow bark and barriguda . No soil physical restriction to the rubber tree‟s development was detected in the three areas, although the possibility of high phosphorus content associated to the low potassium content in the indian black earth soil, and the high base saturation in the floodplain soil appearing to be limiting factors for the rubber production in these areas needs further investigations. The river floods at the floodplain and terra firme areas in 2009 was longer and had higher water levels than in the years before, causing a reduction both in richness and diversity of species. We observed a great variation in productivity between the trees, and the mean values 7,59 and 11,97g/tree/tapping at the terra firme and floodplain areas might be below the potential of these areas, as the trees were not sufficiently stimulated by the tapping rhythm during 2009. Therefore rubber trees showed signs of under-exploitation: high values of pH, dry rubber content and sucrose, and low concentration of inorganic phosphorus, which shows a low metabolic activity of the laticiferous vessels during the exploitations.
metadata.dc.description.resumo: No intuito de levantar informações técnicas que subsidiem estratégias para o desenvolvimento da heveicultura no estado do Amazonas uma equipe de pesquisadores do Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia (INPA) iniciou em 2008 uma pesquisa descritiva em seringais nos municípios de Itacoatiara, Urucurituba e Silves, região do Médio Amazonas, localizados em várzea, em terra firme (TF) e em terra preta de índio (TPI). Nestes foram realizados: caracterização fitossociológica do sistema produtivo; determinação da espessura da casca das seringueiras; descrição das práticas de manejo adotadas pelos seringueiros; caracterização da fertilidade química e granulometria dos solos; acompanhamento da enchente dos rios nas parcelas de terra firme e várzea; determinação do pH, conteúdo de borracha seca (DRC%), sacarose e fósforo inorgânico do látex; e quantificação da produção ao longo do ano fábrico. A pesquisa aqui relatada mostrou que as seringueiras estudadas são localizadas em ambientes manejados, próximos a cursos d‟água, com alta densidade de plantas dividindo espaço com outras atividades agropecuárias e são separadas pelos seringueiros em cinco grupos: casca roxa , casca branca , casca grossa , casca amarela e barriguda . Nenhuma restrição física do solo ao desenvolvimento das seringueiras foi detectada nas três parcelas, entretanto a possibilidade de teor reduzido de potássio associado ao o alto teor de fósforo no solo da parcela de terra preta de índio, e a elevada saturação por bases na parcela de várzea mostrarem-se como fatores limitante à heveicultura nessas áreas necessita de maiores esclarecimentos. A enchente dos rios nas parcelas de várzea e terra firme em 2009 foi mais longa e com maior nível d‟água que nos anos anteriores, o que provocou redução na riqueza e na diversidade de espécies vegetais. Foi observada grande variação na produtividade entre as seringueiras, as médias obtidas de 7,59 e 11,97 g/árvore/sangria nas parcelas de terra firme e várzea podem estar abaixo do potencial dessas áreas, pelo fato de as seringueiras não terem sido suficientemente estimuladas pelo ritmo de sangrias em 2009. Com isso as seringueiras demonstraram sinais de sub-explotação: com valores elevados de pH, conteúdo de borracha seca e concentração de sacarose, e baixa concentração de fósforo inorgânico, o que revela uma baixa atividade metabólica dos vasos laticíferos durante as explotações.
Appears in Collections:Mestrado - ATU

Files in This Item:
File Description SizeFormat 
Dissertacao_Etelvino_Araujo.pdf2,79 MBAdobe PDFThumbnail
View/Open


This item is licensed under a Creative Commons License Creative Commons