Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/1643
Título: AVALIAÇÃO DO RISCO DE EXTINÇÃO DO JUPARÁ POTOS FLAVUS (SCHREBER, 1774) NO BRASIL
Autor(es): Ricardo Sampaio
Beatriz de Mello Beisiegel
Antonio Rossano Mendes Pontes
Assunto: Potos flavus
Jupará
Status conservacionista
ISSN: 2236-2886
Revista: Biodiversidade Brasileira
Volume: 3
Resumo: Potus flavus ocorre nas Américas do Norte e Central, em todas as áreas de florestas tropicais entre o México e Panamá, e na América do Sul tem distribuição pan-Amazônica, ocorrendo também na Mata Atlântica brasileira. Não existem dados precisos de densidade populacional para Potos flavus, mas a espécie parece abundante e tem registros em ambientes antropizados na Amazônia. Desta forma, a espécie é considerada Menos Preocupante (LC), com a ressalva de que, por ser uma espécie de dossel, pode ser extremamente afetada pelas altas taxas de desmatamento da Amazônia, além da degradação dos habitats florestais nos biomas onde a espécie ocorre. Não obstante, existem relatos no sul do Amazonas e norte de Rondônia, em áreas de desmatamento, de alta mortalidade destes animais, aparentemente devido a doenças contraídas de animais domésticos. Há conectividade com as populações dos países vizinhos, porém não existem informações sobre a dinâmica fonte-sumidouro. Assim, a categoria indicada na avaliação regional não foi alterada. Uma vez que as populações de P. flavus têm diferentes abundâncias e estão sujeitas a diferentes graus de ameaça nos biomas em que ocorrem, seu estado de conservação foi avaliado em cada bioma. Estas avaliações forneceram subsídios para a avaliação nacional.
URI: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/1643
ISSN: 2236-2886
Aparece nas coleções:Coordenação de Biodiversidade (CBIO)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
jupara.pdf1,3 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons