Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/2970
Título: A new look at the species-poor central Amazon: The avifauna north of Manaus, Brazil
Autor(es): Andrew Whittaker
Philip C Stouffer
Mario Eric Cohn Haft
ISSN: -
Revista: Ornithological Monographs
Volume: 48
Resumo: As aves das fazendas Dimona, Porto Alegre, e Esteio, e das áreas adjacentes, a cerca de 80 km ao norte de Manaus, Amazonas, Brasil, foram estudadas intensivamente desde 1979. Stotz e Bierregaard (1989) publicaram uma lista com 352 espécies, baseada em sete anos de estudo. Modificamos essa lista a partir de mais oito anos trabalhando nas mesmas áreas. Acrescentamos 49 espécies, corrigimos a identificação de quatro, e removemos sete, resultando num total de 394 espécies. Também listamos doze espécies adicionais como "hipotéticas," que necessitam maiores evidências de sua ocorréncia, e revisamos o status de várias espécies. Adições incluem 22 espécies provavelmente negligenciadas anteriormente, 15 espécies que acreditamos terem colonizado a área recentemente em resposta a mudanças antropogênicas, e 12 espécies que provavelmente são visitantes irregulares de ambientes pouco representados na área de estudo. As revisões de status refletem urn aumento na disponibilidade e diversidade de vegetação secundária e um maior conhecimento das vocalizações de aves que são muito mais comumente ouvidas do que vistas. Espécimes indicam a presença na área de estudo de Campylorhamphus procurvoides e Hemitriccus zosterops, em vez de C. trochilirostris e H. minor. Também apresentamos evidência de que Hemitriccus z. zosterops e H. z. griseipectus são espécies distintas, e confirmamos com exemplares o primeiro registro de Phylloscartes virescens para o Brasil. A comparação desta avifauna com a de duas áreas igualmente bem conhecidas na Amazônia peruana, o Parque Nacional de Manu e a Reserva Tambopata, revela uma riqueza de espécies semelhante nas áreas de floresta de terra firme dos tres locais. A maior riqueza total nas áreas peruanas é devido à maior variedade de tipos de hábitats presentes. Sugerimos que a heterogeneidade de habitats é o maior fator determinante de padrões de riqueza de espécies de aves dentro da Amazônia, em vez da produtividade primária ou pluviosidade propostas anteriormente.
URI: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/2970
ISSN: -
DOI: http://dx.doi.org/10.2307/40157535
Local de publicação: Estados Unidos
Aparece nas coleções:Coordenação de Biodiversidade (CBIO)

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons