Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/3145
Título: Effects of selective logging on the diversity and abundance of flowering and fruiting understory plants in a central Amazonian forest
Autor(es): Flávia Regina Capellotto Costa
William Ernest Magnusson
Assunto: logging intensity
understory
selective logging
ISSN: 0006-3606
Revista: Biotropica (Lawrence, KS)
Volume: 35
Resumo: Há muito interesse em se conseguir formas de explorar madeira nas florestas tropicais sem alterar drasticamente seus processes e diversidade. Para isto, é precise saber qual a intensidade de corte máxima que pode ser aplicada e qual o tempo necessário para a recuperacLão da floresta. Como pouco se sabe sobre os efeitos do corte seletivo de madeira sobre as espécies não-madeireiras, este estudo examinou os efeitos da intensidade de corte do e do tempo pós-corte sobre a diversidade e abunda̧ncia das plantas de sub-bosque florindo ou frutificando em uma floresta da Amazo̧nia Central, próxima á Manaus, Brasil. O corte seletivo foi realizado experimentalmente em diferentes intensidades em oito parcelas de 4 ha em 1987 e em trȩs parcelas em 1993. A intensidade de corte variou entre 14 e 45 m3/ha de madeira extraída. Trȩs parcelas foram deixadas como controles. A cada mȩs, de outubro de 1996 a setembro de 1998, amostrou-se o número de espécies e indivíduos de ervas, arbustos, arvoretas e pequenas palmeiras florindo ou frutificando em seis transectos em cada parcela. Foram encontradas 107 espécies florindo e 111 espécies frutificando. A abunda̧ncia de plantas florindo esteve relacionada á idade da área explorada, mas não á intensidade de corte. A abundáncia de plantas frutificando não esteve relacionada com a idade da área explorada nem com a intensidade de corte. A riqueza de plantas florindo e frutificando esteve relacionada á idade da área explorada, mas não á intensidade de corte. Os resultados indicam que o corte seletivo, nas intensidades e escala analisadas, não causa redução na produção de flores e frutos pelo sub-bosque. Tanto a quantidade como a qualidade dos recursos para a fauna são mantidas e aré podem chegar a aumentar pouco tempo após a exploração. Como os níveis de reprodução nas parcelas exploradas 11 anos atrás são próximos aos encontrados nos controles, a sobrevivência da comunidade do sub-bosque nas áreas de corte seletivo não parece ser problemática.
URI: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/3145
ISSN: 0006-3606
DOI: http://dx.doi.org/10.1111/j.1744-7429.2003.tb00267.x
Local de publicação: Estados Unidos
Aparece nas coleções:Coordenação de Biodiversidade (CBIO)

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons