Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/4699
Título: SEASONAL DYNAMICS OF ARBUSCULAR MYCORRHIZAL FUNGI IN PLANTS OF THEOBROMA GRANDIFLORUM SCHUM AND PAULLINIA CUPANA MART. OF AN AGROFORETRY SYSTEM IN CENTRAL AMAZONIA, AMAZONAS STATE, BRASIL.
Autor(es): ARLEM NASCIMENTO DE OLIVEIRA
Luiz Antonio de Oliveira
Assunto: nutrição de plantas
ecologia microbiana
ISSN: 1517-8382
Revista: Brazilian Journal of Microbiology
Volume: 36
Resumo: A dinâmica sazonal de fungos micorrízicos arbusculares (FMA) foi investigada na rizosfera de duas espécies frutíferas em um ecossistema de terra firme na Amazônia Central. Adotou-se o delineamento inteiramente casualizado, em arranjo fatorial 2 x 9, onde os fatores representaram duas espécies frutíferas (Theobroma grandiflorum e Paullinia cupana) e nove meses de coleta (agosto, setembro e dezembro/1998, fevereiro, abril, maio e dezembro/1999, fevereiro e maio/2000), com cinco repetições. O percentual de colonização micorrízica para as duas espécies atingiu valores máximos nos meses de fevereiro e maio de 2000 (estação chuvosa). Similarmente, nos meses de abril e maio de 1999, fevereiro e maio de 2000 (estação chuvosa) foram registrados os maiores números de esporos de FMA para ambas espécies. A precipitação pluvial foi significativamente e positivamente correlacionada com o número de esporos para as duas espécies, e significativamente correlacionada apenas com a colonização micorrízica de P. cupana. O teor de umidade do solo foi positivamente correlacionado com o número de esporos e colonização por FMA para ambas espécies. A colonização micorrízica e o número de esporos de FMA foram positivamente correlacionados com os teores de Mg e K no solo. O número de esporos foi ainda negativamente correlacionado com a CTC efetiva do solo. A colonização micorrízica e o número de esporos de FMA na rizosfera de P. cupana foram positivamente correlacionadas com o pH e a concentração de Mn no solo. A colonização micorrízica foi também positivamente correlacionada com o número de esporos de FMA para as duas espécies avaliadas. Em conclusão, esse estudo mostrou que tanto a colonização micorrízica como a esporulação são sazonais e dependentes da espécie de planta hospedeira, precipitação pluvial, teor de umidade e da química do solo, nas condições da Amazônia Central.
URI: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/4699
ISSN: 1517-8382
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S1517-83822005000300011
Local de publicação: Brasil
Aparece nas coleções:Coordenação de Tecnologia e Inovação (COTI)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
seasonal.pdf395,87 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons