Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/4723
Registro completo de metadados
Campo DCValorIdioma
dc.contributor.authorCeci Sales-Campos
dc.contributor.authorOliveira, Luiz Antônio de
dc.contributor.authorAraujo, Lidia Medina
dc.contributor.authorVarejão, Maria de Jesus Coutinho
dc.contributor.authorAndrade, Meire Cristina Nogueira de
dc.date.accessioned2016-03-11T20:43:45Z-
dc.date.available2016-03-11T20:43:45Z-
dc.date.issued2009
dc.identifier.issn0101-2061
dc.identifier.urihttp://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/4723-
dc.description.abstractOs cogumelos do gênero Pleurotus são cultivados em diversos substratos lignocelulósicos, dada a atividade decompositora desses organismos proveniente de seu metabolismo enzimático. O presente estudo teve como objetivo analisar a composição mineral de Pleurotus ostreatus e dos substratos de cultivo preparados à base de resíduos madeireiros e agroindustriais da região amazônica. Foram analisados macro (P, K, Ca e Mg) e micronutrientes (Fe, Zn, Cu, Mn e Na) dos cogumelos e dos substratos. Os substratos foram formulados a partir da serragem de Simarouba amara Aubl. (marupá), Ochroma piramidale Cav. ex. Lam. (pau de balsa) e de bagaços de Bactris gasipaes Kunth (pupunheira) e de Saccharum officinarum (cana-de-açúcar). As amostras foram solubilizadas mediante digestão ácida (nítrico-peridrol). Os elementos Ca, Mg, Fe, Cu, Zn e Mn foram determinados por espectrometria de absorção atômica; o Na e K, por emissão atômica e o P, por colorimetria. A composição mineral do cogumelo variou com o substrato de cultivo. Os diferentes substratos possibilitaram a produção de um cogumelo rico em K, P, Mg e Fe, essenciais à nutrição e à saúde humana. O potássio foi o mineral de maior teor no cogumelo em todos os substratos testados (36,83-42,18 g.kg-1), seguido de fósforo (6,95-10,60 g.kg-1) e do magnésio (1,57-2,50 g.kg-1).
dc.languageInglês
dc.rightsLivre
dc.titleComposição mineral de uma linhagem de Pleurotus ostreatus cultivada em resíduos madeireiros e agroindustriais da região amazônica
dc.typeArtigo
dc.description.volume29
dc.publisher.periodicoCiência e Tecnologia de Alimentos
dc.identifier.doihttps://dx.doi.org/10.1590/S0101-20612009000400026
Aparece nas coleções:Coordenação de Tecnologia e Inovação (COTI)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
composicao.pdf142 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons