Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/5339
Título: Determinaà à o das curvas de secagem das sementes de andiroba em secador solar
Autor(es): MENDONÇA, ANDREZA P.
Paulo de Tarso Barbosa Sampaio
ALMEIDA, FRANCISCO DE A. C.
FERREIRA, RAISSA F.
NOVAIS, JULIENE M.
ISSN: 1807-1929
Revista: Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental
Volume: 19
Resumo: Comumente, o óleo de andiroba é extraído na Amazônia pelo método tradicional ou ainda por prensa. A eficiência na extração está relacionada ao aquecimento e ao teor de água das sementes. Desta forma, a determinação de um modelo de secagem que represente satisfatoriamente os dados experimentais é de suma importância para minimizar as alterações promovidas pelo processo obtendo-se, consequentemente, produto de qualidade. O objetivo do trabalho foi descrever a cinética de secagem das sementes de andiroba, tal como ajustar os modelos matemáticos aos dados experimentais usando-se secador solar. Foi utilizado, como critério do ajuste dos modelos matemáticos, o coeficiente de determinação, a magnitude do erro médio relativo e o desvio-padrão da estimativa. A secagem em menor tempo (14 dias) da Carapa surinamensis para atingir o teor de água de equilíbrio (12,28%) se deve, possivelmente, ao menor tamanho das sementes e à maior quantidade de óleo em relação à Carapa guianensis. O modelo Logarítmico e o de Midilli et al. foram os que melhor se ajustaram aos dados experimentais para as sementes das duas espécies de andiroba.
URI: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/5339
ISSN: 1807-1929
DOI: https://dx.doi.org/10.1590/1807-1929/agriambi.v19n4p382-387
Aparece nas coleções:Coordenação de Tecnologia e Inovação (COTI)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
determinacao.pdf1,64 MBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons