Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/5863
Título: Tecnologia alternativa para quebra de dormência das sementes de pau-de-balsa (Ochroma lagopus Sw., Bombacaceae)
Autor(es): Antenor Pereira Barbosa
Paulo de Tarso Barbosa Sampaio
Vania Palmeira Varela
Claudia Queiroz Blair Gonçalves
Shigeo IIDA
Moacir Alberto Assis Campos
Assunto: Amazônia
recuperação de áreas degradadas
espécies nativas
ISSN: 0044-5967
Revista: Acta Amazonica
Volume: 34
Resumo: Este trabalho, teve como objetivo estudar a germinação das sementes de pau-de-balsa (Ochroma lagopus Sw., Bombacaceae) em diferentes estágios de maturação aparente dos frutos; a germinação das sementes provenientes de árvores com diferentes diâmetros a altura do peito (DAP) e a germinação das sementes tratadas para quebra de dormência. No primeiro experimento, avaliou-se a germinação das sementes dos frutos verdes, verdosos (verde amarelado), negros (fruto fechado) e negros deiscentes (fruto aberto com painas expostas). No segundo, a germinação das sementes de árvores da mesma idade e com diferentes DAP's: pequeno (5,4 cm), médio (9,1 cm) e grande (13,2 cm). No terceiro, a germinação das sementes com diferentes quebra de dormência: testemunha; água por 24 e 48 horas; água a 800C até esfriar; H2SO4 por ½ e 1 minuto com e sem paina; queima da paina em peneira metálica; e semeio de sementes com a paina. As sementes germinaram em gerbox sobre papel de filtro, em câmara de germinação, nas temperaturas de 20ºC, 30ºC e 25ºC, no primeiro, segundo e terceiro experimentos, respectivamente. As sementes de pau-de-balsa germinaram melhor e mais rápido quando coletadas de frutos negros a negros deiscentes, ou quando coletadas de árvores com menor e médio diâmetros, ou quando tratadas com água quente a 80ºC até esfriar, ou com ácido sulfúrico por ½ ou 1 minuto com ou sem paina. Os tratamentos com ácido tem a vantagem de quebrar a dormência da semente e dissolver a paina. As sementes recém colhidas e germinadas não apresentaram dormência tegumentar.
URI: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/5863
ISSN: 0044-5967
DOI: http://dx.doi.org/10.1590/S0044-59672004000100013
Local de publicação: Brasil
Aparece nas coleções:Coordenação de Dinâmica Ambiental (CDAM)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
Tecnologia_alternativa.pdf146,14 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons