Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/5872
Título: Estimativa do footprint de torres em área de platô e baixio na Reserva Cuieiras, Amazônia Central.
Autor(es): Moura, V. S. (Veber Sousa de Moura)
Celso Von Randow
Antonio Ocimar Manzi
ISSN: 0009-6725
Revista: Ciência e Natura
Volume: Especi
Resumo: Desde 1999 os fluxos de CO 2 e energia são medidos na Reserva Cuieiras, 60 km ao norte de Manaus, no sítio experimental K34, em uma torre instalada sobre uma área de platô, utilizando a técnica da Covariância dos Vórtices Turbulentos - CVT. Com o objetivo de se estudar a variabilidade espacial dos fluxos na escala local e aprimorar as medidas sujeitas as condições de heterogeneidade da floresta de terra firme na Amazônia, uma segunda foi instalada numa área de baixio, a partir de maio de 2006. Um importante aspecto a ser estudado em relação à comparação das duas torres é o footprint, que define o contexto espacial das medidas dos fluxos de cada uma. Trata-se de algo semelhante ao “campo de visão” ou “área de influência” do que é medido pelas torres. Numa superfície homogênea, a localização do sensor não é um problema, porque os fluxos de todas as partes são por definição iguais. No entanto, se a superfície é heterogênea o fluxo medido depende de qual parte da superfície tem maior contribuição sobre os sensores (Schmid,1997, 2002).
URI: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/5872
ISSN: 0009-6725
DOI: http://dx.doi.org/10.5902/2179460X10000
Aparece nas coleções:Coordenação de Dinâmica Ambiental (CDAM)

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
estimativas_do_footprint.pdf707,21 kBAdobe PDFVisualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons