Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/8523
Título: Partial purification of trypsin inhibitors from Parkia seeds (Fabaceae)
Autor(es): Larissa Ramos chevreuil
José Francisco de Carvalho Gonçalves
Leonardo de Azevedo Calderon
Luiz Augusto Gomes de Souza
Silvana Cristina Pando
Eduardo Euclydes de Lima e Borges
Assunto: Amazônia
Bowman-Birk inhibitor
Kunitz inhibitor
ISSN: 2236-8906
Revista: Hoehnea
Volume: 41
Resumo: Sementes de leguminosas (Fabaceae) apresentam alto conteúdo de inibidores, incluindo os inibidores de serinoproteinases que têm sido extensivamente estudados. Todavia, poucos estudos foram realizados quanto à investigação dessas proteínas em espécies arbóreas pertencentes à flora amazônica. As proteínas presentes nas sementes de quatro espécies de leguminosas da Amazônia, Parkia pendula, P. discolor, P. multijuga e P. nitida, foram obtidas pela extração usando NaCl 0.15 mol L-1 e, parcialmente purificadas usando a cromatografia de afinidade em tripsina-Sepharose 4B. Os inibidores exibiram afinidades diferentes entre a tripsina e a quimotripsina, exceto para P. nitida, a qual apresentou alta inibição contra as duas enzimas. A análise em SDS-PAGE mostrou que as espécies do gênero Parkia contém uma banda principal correspondendo aos inibidores de tripsina parcialmente purificados. As massas moleculares aparentes determinadas para os inibidores (aproximadamente, 13 a 18 kDa) e a alta especificidade pela tripsina sugerem a ocorrência de inibidores do tipo Bowman-Birk e Kunitz.
URI: http://repositorio.inpa.gov.br/handle/123/8523
ISSN: 2236-8906
DOI: https://dx.doi.org/10.1590/s2236-89062014000200003
Aparece nas coleções:Coordenação de Dinâmica Ambiental (CDAM)

Arquivos associados a este item:
Não existem arquivos associados a este item.


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons