Use este identificador para citar ou linkar para este item: https://repositorio.inpa.gov.br/handle/1/13303
Título: Decapod crustaceans used as food by the Yanomami Indians of the Balawa-ú village, State of Amazonas, Brazil
Título(s) alternativo(s): Crustáceos decápodos usados na alimentação pelos índios Yanomami da aldeia de Balawa-ú, Estado do Amazonas, Brasil
Autor: Magalhães, Célio
Barbosa, Ulysses Carvalho
Py-Daniel, Victor
Palavras-chave: Ethnozoology
Yanomami Indians
Amazon
Freshwater Decapod
Indigenous Name
Etnozoologia
Índios Yanomami
Amazônia
Decápodos De Água Doce
Nome Indígena
Data do documento: 2006
Revista: Acta Amazonica
Encontra-se em: Volume 36, Número 3, Pags. 369-374
Abstract: The Yanomami are a group of South American Indians that live in the rainforest along the borderlands of Brazil and Venezuela. They depend on hunting, gardening and wild food for survival; crustaceans are a highly prized food item in their diet. Taxonomical and ethnozoological aspects of the Yanomami Indians of the Balawa-ú village, state of Amazonas, Brazil, related to the crustaceans are described. Information and specimens were obtained from August to December, 2003. Interviews were conducted with residents of the village and focused on questions about species exploited, indigenous names, modes of capture and use of the species. One shrimp species of the family Palaemonidae (Macrobrachium brasiliense) and two crab species of Trichodactylidae (Sylviocarcinus pictus, Valdivia serrata) as well as two of Pseudothelphusidae (Fredius fittkaui, F. platyacanthus) were recorded. The indigenous names applied to these species areshuhu, for shrimp, oko and peimatherimi for each of the two pseudothelphusid crabs, and hesiki tôtôrema for both trichodactylid crabs.
Resumo: Os Yanomami são um grupo de índios que habitam a floresta tropical úmida ao longo da fronteira entre Brasil e Venezuela. Eles dependem da caça, da agricultura e da coleta de produtos da floresta para a sua sobrevivência, sendo os crustáceos um dos itens alimentares mais apreciados. São descritos aspectos taxonômicos e etnozoológicos dos índios Yanomami da aldeia de Balawa-ú, no estado do Amazonas, Brasil, relacionados aos crustáceos. Informações e espécimes foram coletados de agosto a dezembro de 2003. Foram realizadas entrevistas com habitantes da aldeia com enfoque nas espécies exploradas, nomes indígenas, modos de captura e utilização. Foram registradas uma espécie de camarão da família Palaemonidae (Macrobrachium brasiliense), duas espécies de caranguejos da família Trichodactylidae (Sylviocarcinus pictus, Valdivia serrata) e duas da família Pseudothelphusidae (Fredius fittkaui, F. platyacanthus). Os nomes indígenas usados para elas são: shuhu, para o camarão, oko e peimatherimi para cada um dos caranguejos pseudotelfusídeos, e hesiki tôtôrema para ambas as espécies de caranguejos tricodactilídeos.
DOI: 10.1590/S0044-59672006000300013
Aparece nas coleções:Artigos

Arquivos associados a este item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
artigo-inpa.pdf314,21 kBAdobe PDFThumbnail
Visualizar/Abrir


Este item está licenciada sob uma Licença Creative Commons Creative Commons